COMO FUNCIONA O PARLAMENTO JUVENIL DO MERCOSUL NA COLÔMBIA?

“A Colômbia sofreu muitas mudanças significativas na sua trajetória histórico-educacional, no fervor e na luta em prol de um futuro melhor, que é construído dos espaços remotos até o mais amplo. É deste modo que nós, em representação do PARLAMENTO JUVENIL MERCOSUL COLOMBIA (…) tentamos construir uma educação digna e de qualidade; a meta mais importante e significativa buscada das instituições educacionais que sobressaem pelo seu desenvolvimento nas diversas iniciativas pedagógicas orientadas a conseguir uma mudança na nossa sociedade.”

(PJM Colômbia 2012 – 2014, “Declaratória Nacional Educacional”)

O Parlamento Juvenil do MERCOSUL Colômbia é um cenário onde se trabalha em torno do exercício de uma cidadania ativa que permita aos jovens participar e ter incidência no desenho e na execução de políticas públicas educacionais de uma perspectiva latino-americana.

O Parlamento trabalha na convicção de que a participação das e dos jovens, com suas múltiplas inquietudes e iniciativas, é vital para a criação de políticas, planos e programas educacionais pertinentes para os seus ambientes e necessidades. Seu objetivo fundamental é o empoderamento dos estudantes do ensino básico e médio para que, nas suas comunidades, detenham a liderança na construção de uma esfera pública com inclusão e democracia para a consolidação da escola média que queremos.

Na Colômbia, o Parlamento Juvenil e o seu processo de convocatória e seleção constituem uma valiosa estratégia para impulsionar a participação e liderança juvenil, promovendo o desenvolvimento da cidadania e a criação de ambientes democráticos dentro dos estabelecimentos educacionais do país.

É por isso que, da estratégia de formação para a cidadania, o Ministério da Educação Nacional (MEN), lidera o processo de convocatória e seleção dos Parlamentares desde 2010, no qual, a cada dois anos, são escolhidos estudantes que representam ao país neste cenário internacional na realização da sessão declaratória do Parlamento Juvenil do MERCOSUL.

O PJM é reconhecido como uma estratégia de aprendizagem em processos de tomada de decisões e participação democrática na qual os estudantes lideram dinâmicas de representação escolar. Os parlamentares desenvolvem aptidões de liderança, capacidades de comunicação e articulação social em favor da representação da comunidade escolar.

Que um aluno seja selecionado como Parlamentar Juvenil resultará numa grande oportunidade para que ele faça parte das decisões do ensino médio na Colômbia e para participar e ter incidência no desenho e execução de políticas públicas com numa perspectiva latino-americana.

As iniciativas pedagógicas que representam os parlamentares são desenvolvidas, acompanhadas e promovidas, no nível local e regional, com o apoio das Secretarias da Educação e do Ministério da Educação Nacional, quem oferecem um processo de acompanhamento que fortalece as habilidades comunicacionais, a compreensão sobre questões de cidadania e a pedagogia.

Os Parlamentares fazem parte de diversas atividades em âmbitos nacionais e internacionais em que têm a chance de compartilhar ideias com jovens e dirigentes dos países-membros dessa iniciativa.

Ao longo das versões anteriores do PJM, a participação dos e das estudantes neste mecanismo de ação política permitiu a identificação e consolidação de uma série de características consideradas ideais para fazer parte desse processo.